Register to read our articles

Thursday, February 3, 2011

Síndrome do Cólon Irritável (SCI)


 "Saúde quer dizer ordem, doença é disordem"

Há um certo grupo de pessoas com tendência à infecções pulmonares, sinusite, bronquite ou tonsilite. Outras, com tendência a inflamações renais, vesícula biliar, gastrite e problemas de pele. Todavia, grande parte da população parece ter mais predisposição a problemas digestivo, gás, prisão de ventre, alergia, artrite e ciática.
Nos últimos anos têm-se observado um aumento de casos de desequilíbrio intestinal juntamente com alguma forma de alergia ou intolerância a certos alimentos. Os sintomas, na maioria dos casos, se referem a constante dores abdominais, geralmente no quadrante inferior esquerdo do abdómen, cólicas, diarreia e prisão de ventre alternadamente, alteração nos hábitos alimentares, constante infecções por parasitas.


Alimentos tais como, laticínios, açúcar, frituras, cafeína, comida processada e fermento devem ser evitados.
A quantidade de alimento ingerido é muito importante no tratamento da doença do cólon. Para facilitar a digestão, 1/3 do estômago deve ser preenchido com alimento, 1/3 com água e 1/3 preenchido de ar. A quantidade de alimento ingerido em uma refeição deve ser equivalente a duas medidas do tamanho de uma mão. Se uma pessoa comer em excesso o estômago se expande necessitando de mais comida, resultando na criação de toxinas no trato digestivo. O alimento se torna tóxico sendo necessário que o corpo o elimine com muito esforço. Deve-se também manter o bem-estar mental e emocional, estar relaxado e tranquilo ao comer e evitar alimentos pesados depois das nove horas da noite.
O tratamento convencional consiste em antibióticos orais ou venosos, restrição dietética e, algumas vezes emolientes fecais, principalmente na presença de infecção. Muitas crises agudas podem ser tratadas desta maneira.
A cirurgia é reservada para episódios recurrentes, nas complicações ou quando não há resposta ao tratamento clínico. Nos casos que necessltem de cirurgia, usualmente uma parto do cólon (geralmente o cólon esquerdo ou o sigmóide) é removida e uma colostomla temporária geralmente é necessária.
Tratamentos caseiro
Tente reduzir os laticínios e escolha alimentos organicos em sua dieta. Aumente os alimentos contendo clorofila e minerais tais como a couve, brocoli, espinafre, agriao, arugula e os vegetais marinhos como o nori, wakami, dulce, kelp e clorela. 
- Use terapias de relaxamento, meditação, visualização do cólon.

Aromaterapia
Massageie essa combinação de óleos essenciais em seu abdómen diariamente, principalmente quando você tiver cólica ou dor:
Misture 11/2 tsp de óleo de amêndoa doce com
1 gota de óleo de hortelan
1 gota de óleo de pimenta do reino
1 gota de óleo de juniper
1 gota de óleo de erva doce

Massagear o abdómen em movimentos circulares, pressionando o as laterais do pelvis. Se sentir a presença de algum nódulo ou rigidez no intestino grosso, aplique uma pressão estacionária e segure por duas respirações. Não tenha receio em massagear profundamente, o importante é mover o que está parado.

Shiatsu
Pressionar os pontos do abdómen com a ponta dos quatro dedos por 15 segundos, solte e repita. (E 27, VC12, E25.28, E36).

"Saúde quer dizer ordem, doença é disordem", como diz Dr Vasant Lad, professor de medicina ayuvedica nos Estados Unidos.
Uma pessoa sábia aprende a perceber a presença de qualquer desequilíbrio no corpo, procura a cura e acredita que é possível recuperar a saúde. Para isso é preciso aprender como uma doença desenvolve e progride no corpo e a tomar as devidas precauções para evitá-la. O segredo esta na prevenção.

PESQUISAS

Dr. Dahlman é especialista em doenças crônicas do cólon e ele oferece um protocolo de tratamento espeicalizado involvendo ervas, nutrição e outras dicas práticas para o tratamento.

http://www.drdahlman.com/

Óleo de massagem para desintoxicação- http://www.lotusartswellness.com/index.php?option=com_content&view=article&id=55&Itemid=56

No comments:

Post a Comment